O problema da escassez de mão de obra, que já vinha sendo sentido em alguns mercados específicos nos últimos meses, acendeu um sinal amarelo no radar da CNI (Confederação Nacional da Indústria), desde o final do ano passado.

Segundo a CNI, esse problema é um alerta porque leva tempo para ser resolvido. Precisa de treinamento de investimento, porque muitas vezes são as indústrias que têm que realizar os treinamentos

A indústria no Paraná é o setor que mais está com mais vagas abertas, contando com 2.714 oportunidades para auxiliar de linha de produção. O agronegócio também está recrutando trabalhadores.

Cada vez mais as indústrias estão tendo dificuldades em contratar empregados em razão da falta de qualificação da mão de obra. As vagas existem, porém, muitas vezes, a indústria não consegue preenchê-la de acordo com a necessidade, se obrigando a contratar empregados sem qualificação, o que compromete a evolução produtiva.

Com o setor metalmecânico de Maringá e região, não é diferente, e tem dificuldades com a escassez dessa mão de obra. Segundo a sócia da indústria Fundições Colúmbia, Sra. Cledi Rosane Kosloski a falta de mão de obra está sendo uma das maiores dificuldades para aumentar a produção, e complementa: “Esse ano a dificuldade em contratar está ainda maior do que nos anos anteriores. Contratamos sem experiência específica na função, mas precisa ter pelo menos noção do serviço em indústria, disponibilidade para aprender e comprometimento. Não vejo o salário como grande empecilho à contratação, o salário-base da categoria é atraente bem como os benefícios oferecidos. Para o trabalho na indústria é necessário empenho, dedicação e paciência para aprender. Percebo que a urgência dos dias de hoje atrapalha esse processo, além da falta de formação para o trabalho. Talvez o incentivo para que os jovens façam cursos técnicos e a valorização desses cursos melhorem essa realidade no futuro. Hoje, para funções mais específicas ou que exijam um grau de conhecimento e comprometimento maior, levamos até dois anos ou mais para preencher a vaga. Estamos constantemente com vagas abertas na Agência do Trabalhador e em sites de emprego, sempre em busca de bons profissionais para integrar nossa equipe, mas tem sido uma tarefa árdua”.

O Senai de Maringá informou que está formando mão de obra, e forneceu alguns dados:

Em 2021

Nº matrículas Realizadas

Nº turmas

Setores atendidos

Matrículas exclusivas p/ setor Metalmecânico

2.334

177 Automação, Eletroeletrônica, Energias e Tecnologia da Informação

1.174

*Obs.: desse número de matrículas, 1.496 foram em programas de gratuidade.

Em 2022

Nº matrículas Realizadas

Nº turmas Setores atendidos Matrículas exclusivas p/ setor Metalmecânico
1.382 107 Automação, Eletroeletrônica, Energias, Gestão e Tecnologia da Informação

705

*Obs.: desse número de matrículas, 873 foram em programas de gratuidade

Ainda para o ano de 2022, há previsão de realizar mais 3.216 matrículas distribuídas em 148 turmas, entre os cursos técnicos, qualificações, aperfeiçoamento e gratuidade nas áreas de Automação, Energias/Eletrotécnica, Gestão e Tecnologia da Informação, sendo que, desse total, 804 serão destinadas ao setor metalmecânico.

Em Maringá, no dia 04/04, a Agência do Trabalhador divulgou 700 vagas de emprego disponíveis, incluindo 33 vagas para pessoas com deficiência. Na região Noroeste, Umuarama e Paranavaí concentram vagas para a indústria do setor metalmecânico.

Na Agência de Maringá encontram-se abertas as seguintes vagas para profissionais do setor:

    • Auxiliar linha Produção (aprendiz) – 60
    • Soldador – 45
    • Mecânico Manutenção Máquina Industrial – 15
    • Montador Soldador – 15
    • Montador Estrutura Metálica – 10
    • Serralheiro – 09
    • Operador Prensa Ferramentaria – 03
    • Eletrotécnico – 02
    • Operador Eletromecânico – 02
    • Torneiro CNC – 02
    • Operador Centro Usinagem – 01

Os interessados podem se inscrever pela internet pelo site https://empregabrasil.mte.gov.br/ ou pelo aplicativo Sine Fácil. A consulta também pode ser realizada no site www2.maringa.pr.gov.br/site/. A relação completa das vagas encontra-se disponível em: http://www2.maringa.pr.gov.br/cdn-imprensa/vagasemprego.pdf

Compartilhe: