O indicador está estável em relação ao mês anterior e mostra confiança do setor industrial na economia e na própria empresa, no momento atual e nos próximos seis meses

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) ficou estável na passagem de junho para julho de 2022 e permanece em 57,8 pontos. O indicador da Confederação Nacional da Indústria (CNI) varia entre 0 e 100 pontos, com uma linha de corte em 50 pontos. Dados acima dessa linha indicam confiança e abaixo, falta de confiança. Foram ouvidas 1.571 empresas, das quais 619 de pequeno porte, 584 de médio porte e 368 de grande porte, entre 1º e 7 de julho.

Entre os dados que compõem o ICEI, o Índice de Condições Atuais recuou levemente, com uma queda de 0,4 ponto para 51,1 pontos. De acordo com o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, o índice demonstra melhora das condições atuais na comparação com os últimos seis meses, na avaliação da indústria, apensar da ligeira queda.

O Índice de Expectativas ficou praticamente estável, com uma variação de 0,1 ponto para 61,1 pontos. Ao permanecer significativamente acima da linha divisória de 50 pontos, o índice demonstra a continuidade do otimismo elevado da indústria para os próximos seis meses. “As expectativas de melhora da economia estão bem disseminadas entre os industriais”, avalia o economista.

Compartilhe: